Cores de Milão 2016 

De modo geral, os neutros dominaram a paleta do Salão do Móvel de Milão 2016. Entre eles, o cinza assumiu o comando, dividindo a cena com outras escolhas cromáticas, como azul, rosa e verde, que prometem ser a grande aposta para este ano. 


Hit do momento para compor uma base neutra, elegante e atemporal, que pode facilmente dar vida a outras cores, o cinza é o novo curinga das ambientações. Suas diferentes gradações surgiram não apenas como pano de fundo, mas, também, em móveis e objetos que remetem a uma atmosfera contemporânea e sofisticada, promovendo um décor cheio de possibilidades. 1. Trançada em palha que forma pentágonos simples ou duplos, a poltrona Lui 5, foi desenhada por Philippe Bestenheider para Fratelli Boffi; 2. O cinza também protagonizou as composições da Tonim Casa, a exemplo desse living de aura elegante, com forte presença da madeira; 3. O modelo do sofá Botero, desenhado por Damian Williamson para a Zanotta, apresenta estrutura de aço, encosto e assento em fibra de poliéster sob pés polidos; 4. Divertida, original macia e confortável, a poltrona LOL, assinada pelo designer Giuseppe Viganò para a Arketipo, sugere a forma de uma flor que desabrocha.  



Seja da cor do mar, do céu ou em suas mais surpreendentes nuances, o azul tem a capacidade de se adequar a diferentes situações e ambientes, podendo adotar um tom intenso, náutico ou serenity, a depender da proposta. Na feira, ele surgiu vestindo móveis e objetos em matizes mais profundas ou em suaves variações da cor.  1. Um dos destaques da marca Adrenalina foi o sofá Soft Machine, de cor azul intensa e design escultural assinado por Giovanni Tommaso Garattoni; 2. A união entre Benjamin Hubert e a Moroso resultou na Poltrona Cradle, feita com uma rede flexível em malha textil; 3. Desenhada em 1954, por Erberto Barboni, a Delfino foi produzida pela Arflex com corpo flexível e braços em estilo barbatana, que se assemelha as de um golfinho; 4. O Sofá Double Soft Big Easy foi desenhado por Ron Arad em 1988 e apresentado pela Moroso em exposição em homenagem ao designer israelense; 5. O azul serenity da parede se alia à madeira para assegurar uma atmosfera tranquila e aconchegante ao ambiente da Tonim Casa.


Não poderíamos falar das it colors de Milão sem citar o Rosé Quartz, que marcou, junto com o azul serenity, o retorno dos tons pastel ao topo da celebrada paleta Pantone. A serenidade do tom marcou presença nos pavilhões da feira, em móveis e objetos de silhuetas suaves, trazendo um toque de feminilidade e romantismo às composições. 1. Ferruccio Laviani assina, para a Emmemobili, o gabinete Coin, com formato angular lacado e suspenso por um suporte vertical em madeira de carvalho; 2. Formiga da coleção Fauna, da Mambo, moldada em bronze e cerâmica; 3. Um rosa suave e acolhedor veste a parede ao fundo, dando o tom feminino da sala de jantar assinada pela alemã Hülsta; 4. A cadeira BO-Em 008, desenhada por Sotiris Lazou para a AL2, foi desenvolvida com base em metal lacado; 5. Criação da Koket, a poltrona Besame possui assento em veludo e base em latão polido ou aço inoxidável. 



Abundante na natureza, o verde exala frescor e esperança, qualidades sempre bem-vindas ao décor. Nesta edição da feira, a cor surgiu em pinceladas suaves, aliada a materiais variados - das madeiras naturais aos metais nobres - e cores neutras, emprestando vida às peças. 1. Stephen Veit desenvolveu para a Leolux a mesa de café Tilio, cujo diferencial está no design com três pernas em carvalho maciço lacadas em cores que contrastam entre si; 2. Versão verde da formiga da coleção Fauna, da Mambo; 3. Claudia Melo assina, para a Mambo, a Closer, poltrona  com estrutura em madeira sólida e estofado disponível em tecido e/ou couro colorido; 4. Aparador Go, também com design de Claudia Melo para a Mambo, em laca e detalhes em madeira natural ripada; 5. A poltrona com pufe, da coleção Ottoman, foi desenhada pelo duo holandês Scholten & Baijings para a Moroso. Além da composição do cores, o destaque dos assentos fica por conta do tecido desenvolvido pela dupla para uma marca têxtil nova-iorquina. 6. Adriani Rossi utilizou padrões geométricos e florais, com tecnologia digital, para desenvolver o tapete Rainbow Optical.





Voltar

Edições Anteriores

Revista Ambientes | Arquitetura | Decoração | Estilo | Design
Como protagonista, embora sempre muito bem acompanhados, m...
[ Leia Mais ]   
As tendências para 2017 trazem diferentes propostas para r...
[ Leia Mais ]   
Luz da Noite, Novos Rumos, Simplicidade Essencial e Sem Fr...
[ Leia Mais ]   
A exuberância da fauna e da flora brasileira é o ponto de ...
[ Leia Mais ]   
De modo geral, os neutros dominaram a paleta do Salão do M...
[ Leia Mais ]   
Pinçamos quatro tendências que apontam os caminhos do déco...
[ Leia Mais ]   
O jeito nipônico de morar valoriza a harmonia e o equilíbr...
[ Leia Mais ]   
Pelas mãos de grandes criadores e marcas da contemporaneid...
[ Leia Mais ]   
Mix and match, termo da moda que aponta na arquitetura tra...
[ Leia Mais ]   
Reunimos peças, formas, cores e texturas que irão dar o qu...
[ Leia Mais ]   
Sutil, feminino, chic... O mais delicado dos pastéis, e suas...
[ Leia Mais ]   
Milão foi de um polo ao outro no quesito cores. De um lado...
[ Leia Mais ]   
A energia da natureza entra em sintonia com a arte humana ...
[ Leia Mais ]   
[ Leia Mais ]   
Repetições de imagens, ícones da música, do cinema e dos qua...
[ Leia Mais ]   
 
Mova a barra de rolagem acima para os lados para visualizar mais edições





     Edições Anteriores